Image Map

terça-feira, 13 de maio de 2014

Educação Corporativa

Por que a educação corporativa?
     
No mundo em constantes mudanças, aprender e adaptar-se a uma nova realidade são imprescindíveis para sobreviver e alcançar o sucesso, do contrário tanto as pessoas como as organizações estarão sujeitas ao fracasso e a falta de competitividade.


A Educação Corporativa proporciona as pessoas, num contexto de organizações a aprender e crescer continuamente por meio de uma proposta pedagógica e metodologia prática, atual e realista, condizentes com a realidade das organizações.




Ou seja quais serão as vantagens e benefícios?


As Vantagens:
*O colaborador não vai até a escola, a organização trará a escola até o colaborador, dentro da empresa.
*A empresa não se adapta ao conteúdo programático de um curso, do contrário a Educação Corporativa adapta ao cronograma e conteúdo para a realidade e necessidade da empresa.
*A organização forma e alinha a equipe com Missão e Visão da empresa e dos negócios.
*Forma um time mais capaz, altamente produtivo que encanta e surpreende todos seus clientes.



Os Benefícios:
*Mais valor em capital humano e intelectual para a empresa e os negócios.
*Maximização de resultados.
*Construção da Cultura Corporativa em sólidas bases de uma Educação Continuada.
*Aprendendo sempre....melhorando cada vez mais.



Qual a diferença entre CURSOS, TREINAMENTO e a EDUCAÇÃO CORPORATIVA?

Enquanto nos cursos e treinamentos as pessoas frequentam aulas e adquirem informações ou conhecimentos, tentando adaptar e colocar em prática em empresas onde trabalham.

A Educação Corporativa faz o caminho inverso, levantando os problemas e (ou)necessidades das pessoas e Corporações, adaptando o conhecimento e aprendizado na prática, necessidades, problemas e situações reais das empresas e pessoas ao contexto corporativo.

A vantagem é que aquele que aprende não terá que se adaptar ao conteúdo de um curso ou treinamento, ao contrário os conhecimentos e os encontros são adaptados as necessidades; aumentando assim, a possibilidade de realizar na prática o que foi aprendido.